Filme U ômi qui casô cua mula - Santa Tereza Tem
Logo

Filme U ômi qui casô cua mula

U ômi qui casô cua mula, filme baseado no cordel de Téo Azevedo, é cartaz no Cine Santa Tereza, dia 23/02

O filme de longa metragem, 1 hora e 15 minutos, U ômi qui casô cua mula, em exibição única, é baseado na poesia de cordel de autoria do grande cantador, violeiro e repentista mineiro Téo Azevedo, que conquistou o Grammy Latino (2013).

A filmagem foi feita no distrito de Alto Belo, Bocaiúva/MG, e no município de Guaraciama/MG. Adaptação e direção do filme é do cineasta e ator Eduardo Brasil.

O elenco conta com Bira Moreira no papel principal e João de Nucha, Diógenes Câmara, Alik Popoff, Eduardo Brasil, Augusto Gonzaga, Celso Figueiredo e Carlos Azevedo, além dos animais: a mula Princesa e o jegue Sarapião.  

A trilha sonora em viola é de Rodrigo Azevedo, com participações dos cantadores e repentistas Téo Azevedo, Valdo e Vael, Kadu da Viola, Sanfoneiro Mestre Nilo, Tone Agreste, Fernanda, Tércio e Ana Azevedo. Há ainda a participação especial de um grupo de dança de lundu, típica da região norte-mineira. 

A história do U ômi qui casô cua mula

O filme narra a fabulosa história de um matuto norte-mineiro, gente de bom coração, mas que não tem sucesso com as mulheres. Por isso, vive recluso em sua casa, na roça, até que um dia resolve sair e procurar uma esposa. É quando acaba se deparando com uma mula, por quem se apaixona desesperadamente. Aí está formado o problema.

A narrativa tem a cara do matuto norte-mineiro. Como relata o diretor Eduardo Brasil, “contar essa história é trazer para o cinema um pouco das nossas lendas e crenças, os “causos” que habitam o imaginário de nossa gente. É o cinema catrumano. É nossa gente na tela, divertida como numa poesia de cordel”.

Logo após a exibição do filme, haverá um bate-papo comentado com o diretor Eduardo Brasil e o cantador e repentista Téo Azevedo, além do lançamento do livro “Léxico Catrumano”, da autoria de Téo Azevedo, com sessão de autógrafos no saguão do Cine.
É aconselhável retirar os ingressos com antecedência pelo diskingressos, pois corre-se o risco de não ter mais na bilheteria do cinema no dia da exibição.

Logo após a exibição do filme, haverá um bate-papo comentado de 15 minutos com o diretor Eduardo Brasil e o cantador e repentista Téo Azevedo. 

Em seguida haverá ainda o lançamento do livro LÉXICO CATRUMANO, da autoria de TÉO AZEVEDO, com sessão de autógrafos no saguão do Cine Santa Tereza. 

Serviço
Exibição comentada do longa U ômi qui casô cua mula
Data: 23 de fevereiro
Hora: 19h
Local: Cine Santa Tereza
Rua Estrela do Sul, 89 – Santa Tereza
Entradas gratuitas por meio do site www.diskingressos.com.br a serem obtidas uma semana antes da exibição do filme, ou na portaria do Cine Santa Tereza no dia 23/02. 

Apoio cultural da Fundação Municipal de Cultura, da Secretaria de Cultura da Prefeitura de Belo Horizonte. Produção cultural: Luiz Trópia e Tadeu Martins.

Conheça trabalhos do Téo www.youtube.com/channel

Anúncios