“Mostra Namarra 21 anos” online celebra trajetória da Namarra Cultural - Santa Tereza Tem
Logo

“Mostra Namarra 21 anos” online celebra trajetória da Namarra Cultural

Produtora Andreza Coutinho-Foto Matheus Coutinho

“Mostra Namarra 21 anos” online terá contação de histórias, lançamento de revista e de documentário, encenações e rodas de bate-papos

Andreza Coutinho cursava Artes Visuais na Escola Guignard quando, após assistir uma matéria na TV, teve a ideia de criar a Namarra, produtora cultural que completou 20 anos em outubro de 2020. Para celebrar as mais de duas décadas de devoção à arte, a “Mostra Namarra 21 Anos” será realizada online de 1º a 16 de maio. Entre as atividades, está um congresso de palhaços, uma série de contações de histórias para as crianças e o lançamento de um documentário..

“O foco dessa mostra de 21 anos, assim como o foco da Namarra, é o teatro. E, a partir das atividades teatrais, vamos passar informações importantes, como cuidados com a saúde, mas também visões sobre comunicação. A peça ‘Chico Livro e as Palavras’, por exemplo, lança luz nas várias formas de se comunicar, como a linguagem em libras e em braile”, explica Andreza Coutinho.

O espetáculo “Chico Livro” poderá ser conferido no encerramento da “Mostra Namarra 21 Anos”, no dia 16 de Maio, às 16h. O elenco da peça é formado por Oscar Capucho, Uziel Ferreira, Luísa Lagoeiro, Matheus e Carlos Caetano. Na montagem, Gui, um garoto muito curioso e esperto, na companhia do seu mais novo amigo Chico Livro, parte em uma aventura para evitar que todas as palavras do mundo desapareçam. Pelo caminho, a dupla conhece o Professor Duda, a Dona Borracha e a Dona Caneta e a Zaz.

Ator Oscar Capucho -Personagem Chico Livro – Foto Andreza Coutinho

Antes da derradeira apresentação, a Mostra Namarra 21 Anos contará com a encenação de “É Tudo Limpeza”, que já foi vista por mais de 138 mil crianças. O espetáculo poderá ser conferido no dia 1º de maio, às 10h, no canal da Namarra, no YouTube. No mesmo dia, vai ser lançada a revista “Namarra: Diário de Bordo”, sobre toda a história da produtora cultural, e o documentário “21 Anos Namarra”.

Destaca-se ainda na programação a nova edição do “Em Casa Namarra”, que teve início no ano passado, reunindo artistas e pensadores em transmissões online para debater assuntos diversos. Desta vez, a iniciativa vai contar com o ator Carlos Caetano, que encabeçará a montagem “Eco & Lógico”; com a professora Luciana Matias a frente da edição corpos em movimento, que receberá membros da Comunidade dos Arturos e a atriz travesti Nickary Aycker (premiada no Sated como melhor atriz coadjuvante de teatro infantil); e os artistas Joelma Barros e Oscar Capucho, que vão conversar sobre artistas da dança e diversidade.

História da Namarra
Fundada em outubro do ano 2000, a Namarra, como toda produtora, tropeçou em seus primeiros projetos, mas, aos poucos, foi pegando o jeito. “A arte salva, a arte é resistência”, destaca Andreza Coutinho, que fala com orgulho que já cortou os quatro cantos de Minas Gerais levando teatro para crianças, trabalhadores e população carente. Segundo um levantamento da gestora, são mais de 221 municípios visitados, uma média de 2035 apresentações até agora e cerca de 342 gincanas e oficinas ministradas.

SERVIÇO
“Mostra Namarra 21 anos”
De 01 a 16 de maio
No https://giracomunicacao.com.br/namarra/
Site: www.namarracultural.com.br

Anúncios