FIQ em Casa – Festival Internacional de Quadrinhos - Santa Tereza Tem
Logo

FIQ em Casa – Festival Internacional de Quadrinhos

FIQ em Casa promove lives sobre a produção de quadrinhos em tempos de quarentena, o mercado editorial e animação

Realizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Fundação Municipal de Cultura, a ação especial do Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte, FIQ em Casa, traz programação on-line com lives, podcasts, vídeos e disponibilização de materiais gratuitos de quadrinhos até 03 de julho. Desenvolvidas diante do contexto de combate à pandemia da Covid-19 e isolamento social, as atividades convidam quadrinistas, animadores, pesquisadores, editores e produtores da área, de diversos estados do país, a debater temas relevantes no processo de criação dos quadrinhos e animação.

Bate-papo
As lives são destaques na programação do FIQ em Casa e são transmitidas, às segundas, quartas e sextas-feiras, sempre às 16h, no canal da Fundação Municipal de Cultura no YouTube e no Facebook do FIQ. Os áudios destes encontros também são compartilhados posteriormente no formato de podcasts.

Nesta terça-feira, dia 23, o podcast “Produção em tempos de quarentena” trará uma conversa com a quadrinista potiguara Ilustra Lu sobre a rotina de se produzir quadrinhos e ilustrações durante o isolamento social. Luiza de Souza trabalha como ilustradora e quadrinista e, na internet, é conhecida como @ilustralu. Ela nasceu em Currais Novos (RN) e é formada em Publicidade pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Na quarta-feira, dia 24, a live “Gerenciando uma editora de quadrinhos” será com Janaína de Luna (SP), fundadora e editora-chefe da Editora Mino, criada em 2014. Janaína de Luna editou obras como “Lavagem”, “Três Buracos”, “Aventuras na Ilha do Tesouro”, “Hermínia”, “Você é um Babaca Bernardo” e “TABU”, entre outras. Além disso, trouxe para o Brasil obras de autores como Jeff Lemire, Mariko e Jillian Tamaki, Seth, Michael DeForge, José Muñoz, Jason, James Kochalka e muito mais. Ela é roteirista por formação, tendo escrito os quadrinhos “Cais” e “Lila”, além de fundadora e professora principal do projeto Narrativas Periféricas.

“Ensinando – quadrinhos e animação” fecha a programação de lives da semana, na sexta-feira, dia 26. Os quadrinistas Ana Cardoso (MG) e Cristiano Seixas (MG) conversam sobre metodologias, currículos e outros fatores que envolvem o ensino de quadrinhos e animação. Ana Cardoso é natural de Belo Horizonte e artista gráfica graduada na Escola de Belas Artes (UFMG). Já Cristiano Seixas é co-fundador da Casa dos Quadrinhos, primeira escola técnica de artes visuais do Brasil com foco em quadrinhos e animação. Ele é mestre em animação pelo Art Institute of California, em San Francisco, foi diretor de arte e agente de vários nomes dos quadrinhos nacional para o mercado internacional.

Vídeos
Nesta semana, mais dois artistas irão abrir as portas de seus estúdios para mostrar os bastidores de suas criações por meio do Instagram do FIQ. O quadrinista Alec Drummond (MG) revela sua rotina de produção de quadrinhos e seu espaço de trabalho em casa. Outro participante será o ilustrador e um dos curadores do festival, Vitor Cafaggi (MG), que apresenta seu escritório criativo, decorado com suas inspirações – incluindo personagens como Tartarugas Ninja e várias de versões do Homem-Aranha – e materiais de trabalho.

Ao longo de um mês estão sendo produzidas 12 lives de 60 minutos; 12 podcasts dos áudios destas lives; oito vídeos exibidos no Instagram do FIQ; e disponibilizados gratuitamente nas redes do Festival, diversos trabalhos de artistas além dos inúmeros desenhos produzidos a partir da campanha com #FIQemCasaDesenhando, que convidará artistas e o público a mostrar desenhos produzidos durante o período de isolamento social nas redes sociais.

A programação completa está disponível no Portal Belo Horizonte

Anúncios