Atividades gratuitas no Espaço do Conhecimento UFMG - Santa Tereza Tem
Logo

Atividades gratuitas no Espaço do Conhecimento UFMG

Fim de semana com atividades gratuitas no Espaço do Conhecimento que fica na Praça da Liberdade, nº700.

Café Controverso: Edição Especial Viver Bem debate indicadores e resultados socioculturais
As edições do Café Controverso patrocinadas pelo Instituto Unimed-BH iniciam a temporada 2019 com uma nova proposta. O evento é mensalmente realizado pelo Espaço do Conhecimento UFMG e, no ano passado, teve como foco a saúde física. Agora, ele passa a ser o Café Controverso: Edição Especial Viver Bem. Com a mudança, especialistas vão discutir assuntos relacionados a uma visão mais ampla da saúde, abordando transformação social, qualidade de vida e bem-estar.
A primeira edição terá como tema Transformação social e cultura: como podemos avaliar e medir nossas ações?, chamando atenção para a importância da avaliação dos impactos dos projetos socioculturais para a comunidade e a cidade. O bate-papo acontece no sábado, 27 de abril, de 10h às 12h, no Espaço do Conhecimento UFMG. Os dois convidados atuam na área de sustentabilidade e de projetos culturais e apresentarão reflexões e cases sobre suas experiências no setor.
Um dos debatedores é o consultor Rafael Tello, fundador e diretor da NhK Sustentabilidade, empresa de consultoria na área de sustentabilidade e professor associado da Fundação Dom Cabral. Economista pela UFMG, Rafael tem especialização em Negócios Internacionais pela Fundação Dom Cabral e MBA em Gestão da Sustentabilidade pela Leuphana Universität, na Alemanha. No evento, ele mostrará sob o ponto de vista conceitual a importância dos indicadores na avaliação do potencial de transformação social de uma comunidade e como isso pode contribuir na análise das empresas apoiadoras e executoras. “É importante medir como o recurso está se convertendo em transformação social. A ideia é mostrar como construir essa matriz e como ela se desdobrará em sistemas de gestão. Só dessa forma as entidades patrocinadoras e executoras do projeto terão mais conhecimento sobre os impactos”, afirma.
A outra convidada é Clarice de Assis Libânio, graduada em Ciências Sociais, com habilitação em Antropologia, pela UFMG. Autora do Guia Cultural das Vilas e Favelas de Belo Horizonte, também é coordenadora-executiva da ONG Favela é Isso Aí. Em sua participação no Café Controverso, Clarice falará da experiência à frente da organização, que apoia outras associações que atuam com projetos sociais e culturais em Belo Horizonte. Ela apresentará, ainda, cases de acompanhamento e monitoramento de resultados de diversas organizações socioculturais desenvolvidos durante cursos e seminários promovidos pela ONG. Sábado, 27 de abril, às 10h.

Brincando de ser cientista – Oficina que estimula o uso dos sentidos e da intuição
No próximo sábado, 27 de abril, o Espaço do Conhecimento UFMG vai desafiar o público a descobrir o objeto que está dentro de uma caixa sem abri-la. Apenas os sentidos e a intuição poderão ser usados pelos visitantes na atividade Brincando de ser cientista.
A oficina começa às 14h e revela como se dá o trabalho de pesquisadores: nem sempre a resposta é encontrada facilmente. A brincadeira propõe a resolução do enigma por meio de métodos científicos, como a criação de argumentos e hipóteses. A participação é gratuita e tem classificação de 06 anos. Os visitantes devem retirar uma senha na recepção. Sábado, 27 de abril, às 14h.

Multiverso apresenta O Menino Sabino – espetáculo musical inspirado em obra de Fernando Sabino
Em 1982, o escritor e jornalista Fernando Sabino encantou seus leitores ao misturar realidade e ficção na Belo Horizonte da década de 1920. Em O Menino do Espelho, o autor relata histórias da própria infância, compartilhando suas memórias e todas as fantasias mirabolantes com as quais sonhou. O livro é a inspiração do espetáculo O Menino Sabino, da Cia Canta Contos, atração do Multiverso .
A narração de histórias acontece no Espaço do Conhecimento UFMG, tem entrada gratuita e contará com tradução em Língua Brasileira de Sinais (Libras). O espetáculo retoma algumas crônicas de Sabino, que é homenageado no encontro da palavra com a música, rememorando paisagens e costumes do povo mineiro. A Cia Canta Contos é formada pela narradora Bárbara Amaral e os músicos Babu Xavier e Tininho Silva. O grupo tem se apresentado em cidades do interior por meio do Projeto Encontro Marcado com Fernando Sabino. A companhia também realiza trabalhos relacionados a pesquisa e criação artística inspirados na cultura popular brasileira.
O Multiverso acontece desde 2017 e integra o Circuito Cultural da UFMG, promovido pela Diretoria de Ação Cultural (DAC) em parceria com os museus e espaços de cultura da Universidade. Sábado, 27 de abril, às 17h.

Clube de Leitura – debate obra Parábola do Semeador da escritora afro-americana Octavia Butler
Uma crise ambiental e econômica que leva ao caos social é o pano de fundo do livro que será discutido no próximo Clube de Leitura do Espaço do Conhecimento UFMG. A trama de Parábola do Semeador, da escritora norte-americana Octavia Butler, conta a saga da jovem Lauren Olamina, que perde toda a família em uma noite de fogo. A obra narra sua fuga pela sobrevivência que leva a algo muito maior: uma reflexão sobre o destino humano e o nascimento de uma nova fé.
A atividade ocorre no dia 27 de abril, sábado, às 18h15. Octavia Butler foi uma escritora afro-americana conhecida por uma ficção científica permeada pelo feminismo e questões de preconceito e racismo. Desde 2005, ela integra o Hall Internacional da Fama de Escritores Negros. A autora nasceu na Califórnia e morreu em 2006. Para participar dessa discussão, os interessados devem se inscrever pelo e-mail conhecimento.monitoria@gmail.com. As vagas são limitadas.
O Clube de Leitura é um espaço para a troca de ideias, experiências e sentimentos entre os amantes da literatura. De maneira descontraída, a atividade busca ampliar o acesso aos livros, fomentando o hábito de ler. Em 2019, o projeto foi ampliado para abraçar escritas que valorizem a diversidade a partir de obras não hegemônicas, trazendo um gênero literário a cada mês. Sábado, 27 de abril, às 18h15

Exibição de Meninos de Palavra , documentário que debate o poder das palavras em oficinas com jovens que cumprem medidas socioeducativas
O ditado já diz que as palavras têm poder. Escrita, cantada ou encenada, ela pode transformar a vida de muita gente. O tema é retratado no documentário Meninos de Palavra, que será exibido no Espaço do Conhecimento UFMG, no próximo domingo, 28 de abril, às 14h.
Com duração de 30 minutos, o filme mostra ações de letramento do projeto Educação com Arte em unidades da Fundação Casa, em São Paulo, onde adolescentes cumprem medidas socioeducativas. A partir de cenas de oficinas e depoimentos de participantes e especialistas, a produção reflete sobre políticas públicas realizadas com esses jovens e seus resultados.
Após a exibição, o Espaço promove uma roda de conversa com o público sobre o assunto. A classificação é livre, e a entrada é gratuita. Domingo, 28 de abril, às 14h

Anúncios