MIS Cine Santa Tereza - Santa Tereza Tem
Logo

MIS Cine Santa Tereza

Programação de 17 a 20 de abril

Confira a programação do MIS Cine Santa Tereza para esta semana, com a continuação da Mostra Cine Documenta e na terça-feira, 16 o projeto Sessão Falada. Entrada franca.

Dia 16, terça-feira, às 19h30
Cinema Falado – Os Inconfidentes
Os inconfidentes é uma co-produção brasileira e italiana de 1972, do gênero drama histórico, dirigida por Joaquim Pedro de Andrade. Em novembro de 2015 o filme entrou na lista feita pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.
Sinopse:
Padres, poetas, políticos, militares e insatisfeitos em geral se unem e conspiram para libertar o Brasil dos portugueses no século XVIII. Algo dá errado. Preso, Tiradentes (José Wilker) é torturado e, enquanto os demais isentam-se de culpa, assume todos os seus atos. É condenado à morte, mas torna-se o principal nome da Inconfidência Mineira

Direção: Joaquim Pedro de Andrade
Produção: Joaquim Pedro de Andrade
Roteiro: Joaquim Pedro de Andrade, Cecília Meireles, Eduardo Escorel
Autores: Baseado nas obras de Tomás António Gonzaga, Cecília Meireles
Elenco: José Wilker (Tiradentes), Carlos Kroeber (Alvarenga Peixoto); Paulo César Pereio (Bueno da Silveira); Nelson Dantas (padre); Luis Linhares (Tomás Antonio Gonzaga)

O projeto é uma realização do Centro de Estudos Cinematográficos – CEC. Sessão comentada por Luiz Maia.
Ingressos gratuitos distribuídos 30 minutos antes da sessão.

Os Inconfidentes

Especial 22º Fórum Doc
Dia 17, quarta-feira, às 19h30

Abá (Raquel Gerber | Brasil | 1992 | Documentário | 4 min)
Abá significa esperança de paz espiritual. Significa, também, encontro. A crença na luz e a chegada no estado
de contemplação.
Ori (Raquel Gerber | Brasil | 1989 | Documentário | 91 min)
Um painel sobre a cultura africana no mundo e a luta dos
negros na construção de sua identidade: o papel dos
quilombos, as raízes negras, a luta pelo poder.
Sessão comentada por Ewerton Belico.
Classificação indicativa: livre.

Abá


Especial 22º Fórum Doc
Dia 18, quinta-feira, às 19h30
Pessoas do Lago
(Gens Du Lac | Jean-Marie Straub | Suíça | 2018 | Documentário | 18 min)
Um homem recorda sua juventude passada ao lado de uma família de pescadores na costa Vaudoise, do lago Léman, as trocas clandestinas que ocorriam ao longo do lago durante a Segunda Guerra Mundial, assim como os reveses políticos que se seguiram imediatamente após o fim da Guerra.
Divulgação.

Braguino (Clement Cogitore | Finlândia | 2017 | Documentário | 49 min)
Na floresta siberiana, longe da civilização, uma disputa opõe duas famílias cujas casas são separadas por um rio. No meio do rio fica uma ilha, onde as crianças das duas famílias encontram-se à revelia dos adultos.
Sessão comentada por Carla Italiano.
Classificação indicativa: livre.

Braguino


Especial 22º Fórum Doc
Dia 19, sexta-feira, às 17h
Egungun

(Carlos Brajsblat | Brasil | 1982 | Documentário | 99 min)
Na ilha de Itaparica, uma comunidade de descendentes Nagô recria, há 200 anos, os costumes e valores dos antepassados. Vive da pesca e da coleta em um espaço que está sendo ocupado pela indústria imobiliária e pelo
turismo. Os homens de maior destaque são os Ojé, sacerdotes que detêm o segredo da sociedade Egungun, o poder de invocar os mortos e conduzi-los no mundo dos vivos.
Classificação indicativa: 14 anos.

Especial 22º Fórum Doc
Dia 19, sexta-feira, às 19h30
Tekoa Ha’ e Tetã

(Alberto Álvares | Brasil | 2018 | Documentário | 18 min)
O curta-documentário Tekoha Ha’e Tetã narra a vida do Wera Kuaray em busca de um novo rumo ao caminhar com o seu olhar atento de sabedoria guarani entre dois mundos.

Bimi, Shu Ikaya (Isaka Huni Kuin / Siã Huni Kuin / Zezinho Yube | Brasil | 2018 | Documentário | 52 min)
O filme mergulha na trajetória de vida de Bimi, mestra artesã que se tornou liderança política da Aldeia Segredo do Artesão/Tarauacá-Acre. O filme dá voz e visibilidade aos anseios e desejos das mulheres indígenas, permitindo um novo olhar e debate sobre a feminilidade indígena e suas formas de protagonismo.
Sessão comentada pelo diretor Alberto Álvares.
Classificação indicativa: livre.
Divulgação.

EgunGun

Dia 20, sábado
17h Sessão Infantil – Cinecurtas – Festival do Cineminha na Biblioteca
Histórias de Criança, Vilão muito malvado e Ninja Mascarado ( diretor Eder Coutinho/ Brasil)
Opostos Polores (DYana Wey / Reino Unido)
Bolona de Pelo (Almir Correa / Brasil)
LuminiSense ( Maria Fernanda Montoya / México)
Rick com monstros nos dedos (Almir Correa / Brasil)
Lis (Isabela Panaim/Brasil)
Chapéu (Alexandra Allen/ Portugal)
Yari (Breno Rohr / Brasil)

Rick com monstros nos dedos

Especial 22º Fórum Doc
19h – Nome de Batismo – Alice
(Tila Chitunda | Brasil | 2017 | Documentário | 25 min)
Alice, a única filha brasileira de uma família angolana que encontrou refúgio no Brasil, decide ir pela primeira vez à Angola, em busca das histórias que motivaram seus pais a lhe batizarem com esse nome.

Noir Blue – Deslocamentos de Uma Dança
(Ana Pi | Brasil / França | 2018 | Documentário | 27 min)
No continente africano, Ana Pi se reconecta às suas origens por meio do gesto coreográfico, engajando-se num experimento espaço-temporal que une o movimento tradicional ao contemporâneo.

Maré (Amaranta César | Brasil | 2018 | Documentário | 22 min)
Em um quilombo de Cachoeira, na Bahia, a força ancestral do mangue e da maré regem os ciclos da vida: partir, ficar, morrer, viver, recomeçar.
Sessão comentada pela diretora Tila Chitunda.
Classificação indicativa: livre.

Alice nome de batismo

Especial 22º Fórum Doc 
Dia 21, domingo


17h Espécies Selvagens (Wild Relatives | Jumana Manna | Alemanha / Líbano / Noruega | 2018 | Documentário | 70 min)
O filme tem como ponto de partida um evento de interesse mundial: em 2012, um centro de pesquisa internacional de agricultura foi obrigado a se deslocar de Aleppo para o Líbano por causa da Revolução Síria transformada em guerra. Começou, assim, um processo para replantar as coleções do Cofre Mundial de Sementes da Noruega. Seguindo os passos dessa transação de sementes, uma série de encontros revela a intersecção
entre vidas humanas e não humanas nesses dois lugares distantes da terra.
Classificação indicativa: livre.

19h – Kinshasa Makambo (Dieudo Hamadi | República Democrática do Congo / França / Suíça / Alemanha / Noruega | 2018 | Documentário | 75 min | Legendado)
Christian, Ben e Jean-Marie lutam por mudanças políticas no poder e eleições livres em seu país, a República Democrática do Congo. O presidente em exercício, no entanto, recusa-se a renunciar. Como mudar o curso dos
acontecimentos? Kinshasa Makambo nos faz mergulhar no combate desses três ativistas, um combate que nem os tiros, a prisão ou o exílio parecem capazes de interromper.
Sessão comentada por Tatiana Carvalho Costa.
Classificação indicativa: 18 anos.


Kinshasa Makambo

Serviço
MIS Cine Santa Tereza: programação semanal
Local: Rua Estrela do Sul, 89 (ao lado da Praça de Santa Tereza)
Horário 19h30 – sábado e domingo- varia o horário
Entrada franca, com retirada de ingresso meia hora antes da sessão

Anúncios