Troca-se uma massagem terapêutica por esterco - Santa Tereza Tem
Logo

Troca-se uma massagem terapêutica por esterco

Troca-se uma massagem terapêutica por esterco, no Projeto Massagem Solidária

Parece esquisito, mas é isso mesmo. A Massagem Solidária é uma ação social criada por um grupo de profissionais massoterapeutas, que aproveita do ofício para fazer o bem, trocando a massagem terapêutica, que alivia o cansaço e as dores, por um donativo, de acordo com a entidade assistida por eles. A próxima edição, no dia 11 de novembro, será para o “Boi Rosado Ambiental”, um projeto voluntário de ecocidadania. A doação em troca da massagem é de um pacote de esterco de dois quilos ou ferramentas de jardinagem. De 10h às 15h, Rua Costa Rica, 33 – Sion.

Uma massagem por uma doação

Uma das idealizadoras da ação é a massoterapeuta Raquel Hyllege, moradora de Santa Tereza.  Ela explica que “após compartilhar com alguns colegas de profissão a ideia, junto com a amiga e parceira Wysla Mesquita, criamos uma equipe voluntária e montamos a sede do projeto no local cedido pela clínica Espaço Semente, no Sion”. O sucesso das diversas edições, segundo ela,  incentiva o grupo a realizar outras ações, arrecadando itens para diferentes causas sociais, ambientais, humanas e não humanas, sempre doando aos que necessitam. Nas edições passadas foram agraciados moradores de rua com agasalhos, crianças da creche Lar Antigo Cristão, pacientes oncológicos do GAPOP-R, os animais resgatados pela protetora Elizângela Geo com ração, portadores de diabetes pela ADI com caixa de fita de medição, pessoas com paralisia cerebral do Novo Céu e moradores de rua do Corredores da Rua com tênis de corrida. Sobre o Boi Rosado Ambiental

Viveiro do Boi Rosado

O Boi Rosado Ambiental, criado em 2012, pelo professor e ambientalista Severino Iabá, incentiva o plantio de árvores e a criação de viveiros comunitários de mudas, colaborando com redução do déficit arbóreo urbano, a recuperação dos ecossistemas degradados do cerrado e mata atlântica, com a diminuição do aquecimento global e a melhoria da qualidade de vida. Para colocar essas ações em prática, o grupo realiza mutirões com voluntários para: – Produzir mudas nos viveiros do projeto (espaço cedido pelo Clube Recreativo Arvoredo de Contagem e pelas escolas municipais Waldemar D’Luz Gonçalves em Betim e Prefeito Sebastião Camargos em Contagem); – Plantar árvores em ruas, avenidas, praças e áreas degradadas na grande BH; – Doar mudas de árvores nativas e frutíferas para a população em espaços públicos. Os viveiros do Boi Rosado produzem cerca de cinco mil mudas de árvores, anualmente, sendo que 70% são doadas à população em eventos no Parque Municipal de Belo Horizonte; 15% à sociedade civil organizada; 5% são plantadas pelo projeto e 10% são doadas aos que colaboram para manutenção do projeto e as ações culturais do Boi Rosado. O que e como doar

As amigas Renata, Wisla e Raquel, organizadoras do evento e voluntárias no Boi Rosado

Raquel Hyllege explica que o “Massagem Solidária” vai arrecadar esterco (pacote mínimo de 2kg) e/ou cota no valor de R$ 20,00 para a compra de ferramentas. Como  agradecimento, os massoterapeutas do projeto realizará no público doador uma técnica terapêutica com duração de 15 minutos. Quem preferir ao invés de levar o pacote de esterco, adquire no dia do evento a cota, pago em espécie. O número de cota que comprar dá direito a mesma quantidade de massagem. Por exemplo, 1 cota, valor total de R$20, direito a uma massagem. 2 cotas, valor total de R$ 40, direito a duas massagens e assim por diante. Nesta 8ª edição, segundo ela, os doadores podem desfrutar de técnicas de Quick Massage, relaxante facial, relaxante pés, pedras quentes e aurícula acupuntura, ventosa, reike e Champssage. Serviço Massagem Solidária Hora e local: De 10h às 15h, Rua Costa Rica, 33 – Sion. Mais informações (www.facebook.com/massagemsolidaria).    

Anúncios