União das torcidas de times de futebol para fazer o bem - Santa Tereza Tem
Logo

União das torcidas de times de futebol para fazer o bem

União das torcidas rivais de times de futebol para fazer o bem. É possível?

Unir as torcidas dos times de futebol em torno de um projeto social, sem rivalidades ou violência, é um dos sonhos de Sanzio Henrique Lopes, atleticano, músico, morador do bairro Sagrada Família e frequentador assíduo de Santa Tereza. Isso é possível? Ele acredita que sim. E para tornar realidade este sonho, ele idealizou o projeto Seja um Torcedor Solidário, que visa aumentar o número de doadores de sangue e o cadastro de doadores para o banco nacional de medula óssea. Sânzio, que é doador de sangue e cadastrado no banco de medula óssea, preocupou-se com essa questão, ao conviver com alguns conhecidos, especialmente gente jovem, que morreram por não encontrar um doador compatível. Ele explica que “as chances de um portador de leucemia encontrar uma medula óssea compatível é rara e com isso a pessoa acaba morrendo. Mas podemos mudar a história se aumentarmos o número de doadores. Então pensei em uma campanha direcionada a todos os torcedores, não só do atlético, porque na solidariedade não há rivalidade. Torcer para um time diferente não significa que eu seja seu inimigo”. “Se as torcidas dos diversos times se unissem nessa campanha, em lugar de brigas, aumentariam as esperanças do paciente de leucemia encontrar a cura. Temos de nos juntar pra fazer coisas boas, salvar vidas, em lugar da violência e discussões que não levam a nada. É claro que a gente quer ver o nosso time sempre campeão, mas não funciona assim. Isso é ilusão do torcedor. Seria fazer uma competitividade para o bem” observa Sânzio. E o sonho é amplo. “A gente pode sonhar alto. Quem sabe as torcidas todas, inclusive as fora do Brasil se unam. Afinal, a doença pode chegar para qualquer um, inclusive na nossa família”, comenta. A ideia inicial da campanha partiu de uma canção composta por ele em homenagem aos atleticanos, “Assim somos Galo”. Seria o projeto Galo Mil, em que o torcedor que fosse cadastrado no banco de medula, receberia um documento de doador e ganharia um ingresso para ir ao Independência para um show com vários artistas e bandas. E isso poderia ser estendido a outros clubes, como Cruzeiro, América, Vila Nova. A Campanha, que ainda está embrionária, será também levada aos dirigentes dos clubes, pedindo apoio deles. Ele lembra que apesar do projeto estar em andamento, nada impede  que as pessoas se adiantem e deem uma chegada ao Hemominas e se cadastrem. Assim ele faz um convite a músicos e dirigentes de todas as torcidas, para que se engajem na campanha, componham músicas relativas ao tema para seus clubes e compartilhem a ideia com os amigos. Para entrar em contato com o Sânzio e saber mais sobre o projeto  pode ser pelo e-mail sanzio_henrique@yahoo.com.br ou pelo 99871.8909 Contato do Hemominas Alameda Ezequiel Dias, 321, atrás do Parque Municipal. Telefone: (31) 3768-4500. Você pode também fazer agendamento online, clicando aqui.

Anúncios